× ENTRAR CADASTRE-SE

Entenda como evitar problemas e as modalidades que mais se encaixam para você.

Antes de respondermos o porquê é importante fazer a contratação de um seguro no agronegócio, precisamos entender para que serve o seguro. A função dele é proteger o seu patrimônio cobrindo o risco da perda de algo valioso mediante ao pagamento do prêmio, uma taxa para a emissão da cobertura do seu bem durante determinado período. Em outras palavras, o seguro é uma medida de prevenção para minimizar os riscos e perdas financeiras.

Para o Agronegócio, ter um seguro é fundamental já que ele protege não só contra pragas e fenômenos climáticos imprevisíveis como também chuvas excessivas, incêndios, quedas de raios, tromba d’agua, ventos fortes, ventos frios, granizo, seca, geada, variações excessivas de temperatura e demais eventos que possam impactar a lavoura. Porém é preciso estar atento que as coberturas variam entre as operadoras de seguro.

Apesar de eles protegerem o produtor de contra as possíveis perdas e garantirem uma boa renda até a próxima colheita e darem a oportunidade dele se recuperar nesse período, é importante lembrar que o seguro arcará com os prejuízos até determinado valor limitado de acordo com a apólice contratada.

Outros benefícios dos seguros são o estímulo do aumento de áreas cultivadas e o uso de tecnologias que podem ser usados como garantias adicionais no acesso ao crédito além de auxiliar o produtor a conseguir tarifas mais baixas de juros na obtenção desses créditos. E, caso você não saiba quais são eles ou como conseguir, te deixamos um post para te ajudar aqui.

E como saber qual seguro é o ideal para o seu tipo de cultura? O Seguro Real ele cobre não somente a atividade agrícola como também as atividades pecuárias, o patrimônio do produtor rural, seus produtos, o crédito para a comercialização desses produtos e até asseguram a vida dos produtores. E essa modalidade de seguro pode ser subdivida da seguinte forma:

  • Seguro agrícola: ele cobre a vida da planta desde a plantação até a colheita tanto em culturas permanentes quanto as temporárias.
  • Seguro Pecuário: esse cobre os danos diretos e indiretos ao animal destinado ao consumo e/ou produção, incluindo as fases de cria, recria e engorda. Animais de trabalho destinados a sela, trabalho por tração e transporte na operação da fazenda também estão cobertos.
  • Seguro Aquícola: essa modalidade garante a indenização por morte e riscos característicos de animais aquáticos como peixes e crustáceos, originados de acidentes e doenças.
  • Seguro de Benfeitorias e Produtos Agropecuários: Esse seguro cobre perdas e/ou danos causados aos bens que não foram dados como garantias na obtenção de crédito rural.
  • Seguro de Penhor Rural: essa modalidade cobre perdas e/ou danos causados aos bens das atividades agrícolas, pecuárias, aquícolas e florestas que foram ofertados como garantias na obtenção de crédito rural.
  • Seguro de Florestas: esse seguro tem o objetivo de pagar indenizações pelos prejuízos que possam ter ocorrido em florestas seguradas e identificadas nas respectivas apólices e que tenham sofrido diretamente um ou mais riscos previstos.
  • Seguro de Vida: esse tipo de seguro está destinado ao produtor rural que obteve um crédito rural e é o beneficiário da operação. A apólice estará vigente durante o período do financiamento.
  • Seguro de Cédula do Produto Rural – CPR: Esse tipo de seguro garante o pagamento de indenização no caso de o tomador comprovadamente não cumprir as obrigações previstas no CPR que é um título emitido pelo produtor rural ou suas associações, inclusive cooperativas previsto na lei de Nº 8.929/94 no momento em que ele vende a sua produção agropecuária a termo e recebe o valor da venda no momento da formalização da negociação se comprometendo a entregar os produtos vendidos na quantidade, qualidade e prazos acordados no título.

E no caso de você sofrer algum dano na lavoura que esteja previsto na apólice do seguro, basta ele entrar em conta com a seguradora, fazer a abertura de sinistro e o prazo estipulado de recebimento dos valores é de no máximo 30 dias a partir do cumprimento de todas as exigências por parte do segurado de acordo com as normas estipuladas no contrato.

Seu negócio já tem seguro? Já teve que acionar ele alguma vez? Conta para gente a sua experiência.

Gostaria que a CBC Agronegócios incluísse a contratação de seguros na plataforma?