× ENTRAR CADASTRE-SE
Imagem de carregamento de soja

Estabilidade externa, vendas travadas e alta no frete faz o preço da soja cair até 6%!

 

Ontem (31), a Soja fechou com bastante estabilidade no mercado externo, segurando oscilações bastante tímidas nas posições da Bolsa de Chicago. Ao fim do pregão, pôde-se observar que – mesmo os melhores contratos – não obtiveram ganhos maiores que 01 ponto.

Assim, o março/17 fechou em US$10,24 e o maio/17 (que é referência à safra brasileira) acabou fechando em US$10,34 por bushel. Dessa maneira, o dia acabou com os produtores brasileiros sem efetivar novas vendas.
Entretanto, apesar da estabilidade em Chicago – que é favorável para o produtor brasileiro – o mercado interno da soja recuou significativamente na terça-feira, oferecendo quedas que vão de 0,69% até 6,45%.
Essa queda afetou as principais praças de comercialização da soja no Brasil, como a de Tangará da Serra (MT) que foi de R$60 para R$58 a saca. Ou mesmo nas praças de Rio Verde (GO) e Pato Branco (PR) que caíram mais de 3% fixando seu preço em R$63 e R$65, respectivamente.
De acordo com a Granoeste, a oferta dessa nova safra e a alta bastante acentuada no preço dos fretes, que já acumula um aumento de 35%, é algo que ajuda a pesar na cotação da soja nas mais diferentes praças brasileiras.

 

Nos portos o cenário é diferente

Mas, não é em todas as saídas que a queda acontece. Nos portos, por exemplo, pode-se acompanhar algum avanço tímido que vai de 0,68% em Paranaguá até 1,35% no Rio Grande.
Esse progresso acontece devido a pequenos ganhos com o Dólar que – somente no mês de janeiro – acumula uma queda de 3,04%, de acordo com a Reuters.
Dessa maneira, os prêmios em Paranaguá registraram uma valorização bacana nos últimos dias. De modo que, mesmo em temporada de colheita, eles ainda seguem positivos.
Segundo a Granoeste, boa parte da força dos prêmios da soja deve-se ao fato do produtor brasileiro estar em um momento de retração, pois é este tipo de cenário que – apesar de bastante complexo – pode gerar as melhores oportunidades para o sojicultor brasileiro.

 

Falando em oportunidade…

Diante deste cenário tão peculiar, estar conectado com todo o mercado é um fator determinante para o sucesso das negociações. Afinal de contas, como era de se esperar, temos muitas variáveis – tanto no mercado interno quanto externo – que podem afetar os preços e dificultar a negociação da soja.

Mas, é justamente para estes momentos de dificuldade e enorme complexidade do Agronegócio brasileiro, que a CBC reforça ainda mais seu posicionamento e importância. Com ela, tanto o produtor, quanto os corretores e as cooperativas podem interagir um com o outro e comprar ou vender os seus produtos. Tudo isso acontece através de uma Plataforma 100% segura, que oferece uma tela com todas as indicações em Bid&Ask e espaços exclusivos de negociação.

Dessa maneira, fica muito fácil identificar as melhores oportunidades do mercado e fechar sempre o melhor negócio para esta temporada da soja.

Ficou interessado? Então clique aqui e saiba mais sobre a Plataforma ou cadastre-se agora mesmo, clicando no botão abaixo!

 

Botão de Cadastro Gratuito