× ENTRAR CADASTRE-SE
Entenda o que é e qual a importância da Logística Reversa para o Campo

Entenda o que é e qual a importância da Logística Reversa para o Campo

A Logística Reversa é, basicamente, quando os produtos distribuídos voltam para o fabricante. Um exemplo clássico de logística reversa são os litros de refrigerante retornáveis que existem aos montes no varejo.

Entretanto, a logística reversa – desde 2010 – deixou de ser uma exclusividade das fabricantes de refrigerante para se tornar dia-a-dia das agroindústrias e, principalmente, do produtor rural que precisa participar desse processo.

Instituída pela lei 12.305/2010, a Política Nacional de Resíduos Sólidos obriga o produtor rural a dar uma destinação específica (de volta ao fabricante) aos produtos que, outrora, eram descartados em lixos comuns ou, até mesmo, na natureza.

Dessa maneira, o fabricante poderá utilizar o produto que retornou para reciclá-lo ou dar uma destinação final correta, sem que gere danos ao meio ambiente.

De acordo com a lei, é obrigatório a devolução dos seguintes produtos:

  • Embalagens de agrotóxicos: Quando mal armazenadas podem contaminar o solo e gerar um desequilíbrio agrícola, afetando a produção;
  • Pilhas e Baterias: Alguns elementos químicos que compõem as pilhas e baterias, como o cádmio por exemplo, podem contaminar o solo da propriedade para sempre;
  • Óleos lubrificantes queimados: Muito utilizado na zona rural para proteger cochos, madeiras e cercas, este produto é extremamente perigoso para quem o manuseia e, por isso, deve retornar ao fabricante para fim seguro;
  • Pneus: Os pneus, quando queimados em grande quantidade nas propriedades podem intoxicar rebanhos e levar a perca na produção final.

A CBC entende a logística reversa como uma atitude de responsabilidade com o meio-ambiente ante os perigos que os derivados de insumos agrícolas podem causar. E, por isso, é importante que o produtor esteja consciente dessas atitudes que podem salvar sua terra, seu rebanho e sua colheita.