× LOGIN SIGN UP

Por que trabalhamos com o Agronegócio?

Mais do que plantar e colher grãos, o setor representa 1/5 de toda a riqueza gerada pelo Brasil.

O Agronegócio, ou, toda a cadeia produtiva que envolve os ramos agrícolas e agropecuários representou 21,1 % do PIB (Produto Interno Bruto) em 2021, esse número é superior a 1, 83 trilhões de reais, sendo que 25% desses valores foram originados de pequenos produtores e agricultura familiar. O setor também foi responsável pelo Superávit, ou seja, o saldo positivo de 61,2 bilhões de dólares na balança comercial do ano passado, ela que é o resultado entre as exportações e importações de um país. O Agro exportou cerca de 105,1 bilhões de dólares superando setores como indústria e serviços que juntos acumularam o déficit de 43, 8 bilhões de reais.

  • Desempenho do Comércio Exterior Brasileiro (US$ bilhões)
Reprodução: MAPA e MDIC. Elaboração: FGV Agro

Responsável por 20% do total de empregos gerados pelo Brasil, o Agro representa uma fatia importante na composição do PIB, 27%. O setor viu sua produção de grãos crescer 391% em 30 anos enquanto a área plantada foi estendida em apenas 90% nesse mesmo período, é o que aponta o levantamento da safra 1990/91 a 2021/22* realizado pela CONAB, Companhia Nacional de Abastecimento. Os cerca de 72 milhões de hectares que correspondem a todas as áreas cultivadas com culturas temporárias, semi -perenes e perenes abrangem apenas 9% de todo o território nacional.

  • Produção Brasileira de Grãos: Safra 1990/91 a 2021/22*
Reprodução: Conab. Nota: *4º Levantamento – Safra 21/22 – janeiro/2022. Elaboração: FGV Agro. Adaptado por ABAG/RP.

Porém esses números expressivos ainda não parecem suficientes para suprir a demanda futura de alimentos, a ONU (Organização das Nações Unidas) estima que o Brasil precisa ampliar a sua oferta em 41% para atender a crescente população mundial que pode atingir 9 bilhões de pessoas em 2050.  

  • USDA – Projeção da Produção de Alimentos até 2026/27
Reprodução: USDA, USDA Agricultural Projections to 2026. Long-term Projections Report No. OCE-2017-1. Fev. 2017. Elaboração: FGV Agro.

Toda essa importância econômica que os dados acima mostram só são possíveis porque existe toda uma cadeia produtiva, essa que a CBC Agronegócios tem a missão de conectar através do nosso marketplace. Mas, você sabe quais são todos os processos que compõe a cadeia produtiva? E como elas podem ser divididas?

As etapas se iniciam com a produção, transporte, distribuição, marketing, vendas e entre outras. Elas podem ser divididas em três etapas conhecidas como pré-porteira, dentro da porteira e pós-porteira. O pré-porteira, representa o fornecimento de insumos para a produção rural que podem ser sementes, adubos, defensivos, máquinas, combustível, ração e até suporte financeiro.

A seção conhecida como “dentro da porteira” é formada por produtores rurais de pequeno, médio e grande porte, que podem ser pessoas físicas, jurídicas, autônomos, empresas familiares, cooperativas e associações. Já a “pós-porteira” é aquela que centraliza os processos de compra, transporte, beneficiamento e venda de tudo o que é produzido até chegar ao consumidor final tendo como agentes as indústrias frigorificas e de moda (têxtil e de calçados), atacadistas e distribuidores, supermercados e publicidade e marketing.

 No entanto, há outros setores bastante importantes para o bom andamento do agronegócio, como o financeiro representado por bancos e instituições de crédito e seguradoras. Não podemos nos esquecer também da indústria automotiva que é a responsável pela produção de maquinários agrícolas como tratores e escavadeiras e do setor de tecnologia que é responsável pela da produção, colheita com inteligência artificial, robôs e máquinas autônomas além de auxiliar todos os demais processos.

E você, por que trabalha com o Agro?

Conta pra gente a sua história e em qual etapa da cadeia produtiva o seu negócio está!