× LOGIN SIGN UP

Por Evelyn Gomes

Hoje é quinta-feira, 09/06, dia do nosso conteúdo especial #AGROPORESTADO, que é uma iniciativa da CBC que tem como objetivo mostrar os aspectos mais importantes de cada estado do nosso país dentro do agronegócio para que você possa estar munido de todas as informações para negociar mais e melhor dentro da nossa plataforma.

O estado de hoje conta com 4 cidades na lista dos 100 municípios mais ricos do agronegócio segundo o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). As cidades paranaenses de Guarapuava, Cascavel, Tibagi e Toledo.

Guarapuava, localizada na região central do Paraná, é um grande produtor de cevada no estado e no país, ocupando a 49ª posição nessa lista tendo produzido R$ 1,167 bilhões de reais. Cascavel se destaca na produção de carne suína e aves, porém o forte é a exportação de grãos como soja e milho, sendo responsável pela produção equivalente a R$ 1,109 bilhões estando posicionado no 58º lugar.

Considerada como a capital nacional do trigo segundo a Secretária de Agricultura e Abastecimento do Paraná (Seab), Tibagi, localizada nos campos gerais colheu mais de 111 mil toneladas em 2021 e na lista do MAPA está localizada na 70ª posição produzindo o equivalente a R$ 932 milhões.

A quarta cidade apontada pelo levantamento realizado em conjunto com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), é Toledo, localizada no oeste do estado e que tem como destaque a produção de ovos e carne suína, situada na 79ª posição por ter produzido R$ 825 milhões.

Considerado como um dos maiores produtores de alimentos do mundo, os produtos de origem paranaense podem ser encontrados em mais de 203 países ao redor do globo. Ao longo do ano de 2020, o Paraná exportou o equivalente a 13,2% do volume total nacional contabilizando USD 13,2 bilhões. Os principais compradores são China, Estados Unidos, Países Baixos, Coreia do Sul e Japão, que consomem em sua maior parte soja, carnes, produtos florestais e sucroenergéticos, consolidando assim o estado como o terceiro maior exportador nacional no agronegócio.

O agronegócio é uma das maiores industriais que mais geram receitas para a economia do Paraná, ela representa 30% do PIB (Produto Interno Bruto). Outra lista que mostra a relevância paranaense é a da revista Forbes que aponta que 22 das 100 empresas do setor que tem capital aberto são paranaenses. Para figurar nesse relatório o faturamento deve ser acima de R$ 1 bilhão comprovado a partir de demonstrativos financeiros internos, informações das agências Standard & Poor’s e CNA (Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil).

Apesar de pequeno, o estado é destaque em eficiência pois usa os benefícios da terra, do sol e da água através do investimento em tecnologia e sustentabilidade. Por esse motivo, o governo do Paraná criou um programa de incentivos a adoção de fontes de energias sustentáveis para produtores rurais, o RenovaPR. A utilização de biogás e biofertilizantes por meio de dejetos também tem sido uma inovação importante que além de ajudar o meio ambiente tem trazido benefícios econômicos.

Gostaram de saber mais sobre o Paraná? Qual deve ser o próximo estado?

Por aqui já falamos também dos seguintes estados: Mato Grosso