× ENTRAR CADASTRE-SE

Por Evelyn Gomes

Hoje é quinta-feira e como vocês já sabem, é dia de conteúdo especial aqui no blog da CBC Agronegócios. No #CaminhosDoAgro já falamos sobre os meios de transporte tradicionais como navios, trens de carga e caminhões assim como seus respectivos modais, no entanto, até o momento não tratamos sobre os veículos que estão da porteira para dentro das propriedades rurais e que são imprescindíveis para o andamento de toda a cadeia produtiva do Agro.

As máquinas agrícolas servem para aumentar a produtividade no campo tendo sido desenvolvidas para desempenhar diversas operações como na preparação do solo, semeadura, plantio e transplante além da coleta, aplicação de adubos e fertilizantes. Antes de explicar detalhadamente sobre cada um deles, precisamos entender um pouco sobre os benefícios da sua utilização que são a otimização de recursos não só de tempo como de mão de obra, já que você pode alocar aquela força de trabalho para tarefas nas quais são mais delicadas e mais bem exercidas por pessoas.

Também é possível obter maior qualidade e maior controle a partir dos maquinários já que o avanço da tecnologia alinhado a robótica, internet das coisas e inteligência artificial trazem graus ainda maiores de precisão ao trabalho. Esse tipo de máquinas poderá ser popularizado com o avanço da internet no campo e a chegada do 5G, a agricultura digital inclusive já é realidade em algumas partes do país.

Esses maquinários também movem o agronegócio, veículos como tratores, plantadeiras, colheitadeiras são usadas quase que diariamente na maior parte das fazendas e para aprimorar ainda mais a usabilidade desses maquinários são utilizados equipamentos adicionais conhecidos como implementos agrícolas como arados, grades, adubadoras, ceifadeiras, enxadas rotativas, semeadoras, entre outros.

  • Tratores: esse equipamento é considerado o mais versátil e pode realizar diferentes tarefas como aragem, descompactação do solo, transporte e reboque de cargas. A sua estrutura convencional tem cabine aberta, motor localizado a frente do motorista, duas rodas grandes no eixo inferior e duas rodas dirigíveis acima do motor.
  • Plantadeiras (Semeadeiras): consideradas como um implemento agrícola é muito utilizado para depositar as sementes no solo e que necessitam ser conectados a outro veículo como tratores. As semeadeiras são mais utilizadas para plantar sementes miúdas como aveia, trigo já as plantadeiras no caso são utilizadas para sementes maiores como feijão, soja e milho. As plantadeiras automatizadas por sua vez depositam toletes no sulco ao invés das sementes, isso ocorre principalmente com a cana-de-açúcar.
  • Pulverizadores (Autopropelido): foram criados para a aplicação de defensivos agrícolas na lavoura como inseticidas, herbicidas e fungicidas cujo objetivo é proteger as culturas das infestações de pragas, plantas daninhas e doenças. Em geral, essas máquinas são pilotadas por um operador e sua estrutura é composta por motor e transmissões próprios além de poderem ter sensores, rastreadores e sistemas eletrônicos.
  • Colheitadeiras: como o nome sugere, esse tipo de máquina é utilizado no momento da colheita, ela também é que tem apresentado os maiores avanços tecnológicos e sua estrutura pode variar de acordo com a cultura na qual será empregada seja ela trigo, algodão, cana-de-açúcar, no caso do feijão e do milho a colheitadeira pode ainda debulhar e limpar os grãos.

Gostaram de saber mais a respeito sobre as máquinas agrícolas?