× ENTRAR CADASTRE-SE

Boletim Semanal CBC Agronegócios

Fique por dentro das principais análises, projeções, preços e demais notícias do Agro dessa semana.

06 a 10/05 de 2019

 

CAFÉ: COLHEITA AVANÇA E PREÇOS REAIS SÃO OS MAIS BAIXOS DESDE 2013

Com a intensificação da colheita de arábica e robusta, as cotações de ambas as variedades estão em forte queda, de acordo com pesquisas do Cepea. Em abril, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica, tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, teve média de R$ 384,21/saca e o Indicador CEPEA/ESALQ do robusta tipo 6 peneira 13, de R$ 288,40/saca de 60 kg, os menores patamares desde setembro/13 e novembro/13, respectivamente, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IGP-DI mar/19). Com o avanço da colheita ocorrendo neste mês, as cotações no spot devem seguir pressionadas. Entretanto, agentes consultados pelo Cepea esperam melhora da liquidez interna em maio. Isso porque compradores também podem retornar ao mercado para a aquisição de café novo.

 

ARROZ: MESMO COM MERCADO LENTO, PREÇO SOBE NESTE INÍCIO DE MAIO

O mercado de arroz em casca no Rio Grande do Sul esteve lento nos últimos dias, com apenas comercializações pontuais, conforme informações do Cepea. Alguns produtores venderam soja para “fazer caixa”, mantendo postura recuada nos negócios de casca – em alguns casos, realizaram a entrega de produto para acertos com indústrias e cooperativas referentes aos acordos firmados anteriormente. A menor colheita na safra 2018/19 e o aumento nos gastos com energia elétrica e diesel têm alicerçado a postura retraída dos orizicultores. Do lado comprador, enquanto parte das beneficiadoras manteve o interesse por novas aquisições, inclusive elevando suas ofertas, algumas mantiveram os preços e outras chegaram a suspender as compras. Nesse cenário, no acumulado de maio (de 30 de abril a 7 de maio), o Indicador ESALQ-SENAR/RS registrou alta de 2,56%, fechando a R$ 44,07/sc de 50 kg no dia 7.

 

ALGODÃO: NEGÓCIOS CONTINUAM LENTOS E COTAÇÕES, EM QUEDA

Este início de mês tem sido marcado pela lentidão nas negociações da pluma e pelo recuo nos preços, segundo afirmam pesquisadores do Cepea. De 30 de abril a 7 de maio, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, caiu 1,18%, fechando a R$ 2,9133/lp na terça-feira, 7. Compradores demonstram baixo interesse por novas aquisições no spot, ofertando valores apenas para pequenas reposições, enquanto outros buscam lotes com boas características. Vendedores, por sua vez, estão mais flexíveis nos valores pedidos. Apesar disso, ainda se verifica “queda de braço” entre o comprador e o vendedor, especialmente quando os lotes têm qualidade.

 

AÇÚCAR: INDICADOR COMEÇA MAIO EM PATAMAR FIRME

Vendedores brasileiros consultados pelo Cepea estão cautelosos quanto à comercialização no segundo semestre. Com isso, ofertam lotes de trigo remanescentes no spot – essa tentativa de liquidar estoques pode estar atrelada ao fato de os preços serem considerados satisfatórios neste momento. Já demandantes sinalizam interesse nas importações e aguardam maior oferta do produto argentino. Assim, mesmo este sendo período de entressafra brasileira, as cotações estão em queda em algumas praças acompanhadas pelo Cepea. Além disso, as recentes baixas nos valores externos do cereal de inverno e nas cotações do milho também influenciaram as leves desvalorizações internas. No campo, o cultivo tem sido limitado pela falta de chuvas. No entanto, previsões indicam precipitações nas próximas semanas, o que deve favorecer o semeio e também o desenvolvimento inicial das lavouras já implantadas.

 

TRIGO: MENOR QUALIDADE DO PRODUTO DO BR MANTÉM IMPORTAÇÃO EM ALTA

As compras brasileiras de trigo continuam intensas, devido à perda da qualidade da produção nacional de 2018, de acordo com informações do Cepea. Esse cenário tem sido observado apesar do preço médio do cereal em altos patamares no mercado externo e, inclusive, superior às médias estaduais levantadas pelo Cepea. Em abril, chegaram aos portos brasileiros 618,78 mil toneladas, segundo dados da Secex. Na parcial do ano-safra (entre agosto/18 e abril/19), as importações somam 5,37 milhões de toneladas, contra 4,65 milhões de toneladas no período anterior (agosto/17 a abril/18).

 

MILHO: PERSPECTIVA DE OFERTA ELEVADA MANTÉM COTAÇÕES EM BAIXA

O bom desenvolvimento das lavouras de milho mantém a perspectiva de oferta elevada no segundo semestre, de acordo com pesquisas do Cepea. Atentos a esse cenário e já abastecidos, compradores consultados pelo Cepea realizam pontualmente aquisições de pequenos lotes. Já produtores estão mais interessados em negociar, tanto no mercado spot quanto no futuro. Nesse contexto, os preços do cereal seguem em queda. De 26 de abril a 3 de maio, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), caiu 3,1%, fechando a R$ 33,21/sc de 60 kg na sexta-feira, 3. No acumulado de abril, a baixa foi de fortes 12,5%, com o Indicador voltando aos patamares de fevereiro/18, em termos nominais.

 

SOJA: OFERTA ELEVADA PRESSIONA VALORES

Os preços do complexo soja renovaram as mínimas em abril, de acordo com pesquisas do Cepea. No Brasil, o movimento baixista se deve à forte desvalorização nos contratos futuros nos Estados Unidos, às expectativas de safra volumosa na Argentina, à oferta nacional abundante e à demanda enfraquecida, tanto por parte de compradores domésticos quanto externos. Ressalta-se que a queda no Brasil acabou sendo limitada pela valorização do dólar e pelo elevado ritmo de embarques do grão, que estabilizou os prêmios de exportação. Entre 26 de abril e 3 de maio, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) recuou 3,5% a R$ 73,40/saca de 60 kg na sexta-feira, 3. No mesmo comparativo, o Indicador CEPEA/ESALQ Paraná caiu 2,8%, a R$ 69,16/sc de 60 kg na sexta.

 

Fonte: Cepea

Através da CBC Agronegócios você pode se conectar com milhares de empresas para comprar ou vender seus insumos agrícolas. Basta se cadastrar, colocar sua oferta ou negociar com outras partes. Clique aqui para se cadastrar

Já é cadastrado, crie seu hábito produtivo. Insira indicações e acompanhe mercado.