× ENTRAR CADASTRE-SE
banner blog soja china

Produtores mundiais foram a China para discutir produção de Soja

 

Representantes do agronegócio brasileiro de soja se reuniram com outros produtores mundiais, vindos de países como os Estados Unidos, Canadá, Argentina, Paraguai e Uruguai, na China para discutir sobre a tecnologia, demanda e a qualidade do comércio internacional da commoditie.

Segundo relatório feito pela Aprosoja (um dos representantes brasileiros no evento), as reuniões estão rendendo bons frutos. A delegação brasileira, até agora, teve a oportunidade de ministrar uma aula de mestrado em Comércio Exterior na Universidade de Agricultura da China, com o intuito de revelar aos participantes alguns dados da rica produção de soja brasileira, sobretudo no estado do Mato Grosso.

Além disso, a delegação brasileira também pode participar de reuniões no intuito de pedir serenidade com relação as aprovações que tangem a nova biotecnologia, cuja qual o país ainda mostra alguma resistência na hora de aprovar.

Dessa maneira, o que a delegação de produtores brasileiros busca nestas reuniões é demonstrar que a produção de soja no Brasil é segura, bem como o consumo desses grãos. Pois, atualmente, o Brasil não pode misturar em seus embarques um tipo de soja que não esteja liberada pelo governo chinês, pois os importadores podem acabar devolvendo a carga se isso acontecer.

Mas, o clima que impera nas reuniões é de grande cordialidade e tudo aponta para um aumento na exportação de soja brasileira, pois o Grupo de Política Agrícola da China já confirmou que a demanda por soja é crescente e que, até 2020, o país deverá estar comprando cerca de 100 milhões de toneladas/ano, ou seja, um aumento de praticamente 14% no volume de compra.

Felizmente, o assunto sobre a qualidade da carne brasileira não esteve presente em nenhum momento da reunião. De modo que, agora, a comitiva segue para a Índia, onde a população continua em constante crescimento e – automaticamente – a demanda por alimentos, como a soja, também.

E, para quem deseja aproveitar esses bons ares para negociar no mercado interno e externo, nada melhor do que fazer da plataforma de comercialização online disponibilizada pela CBC.

Nesta plataforma, tantos produtores, quanto traders, cooperativas e agroindústrias podem comprar e vender commodities e insumos agrícolas, através de ações Bid&Ask, em uma plataforma 100% segura e totalmente online.

Para saber mais sobre a plataforma da CBC, clique aqui. Agora, se você deseja começar a negociar agora mesmo no mercado interno e externo, basta clicar aqui.