× ENTRAR CADASTRE-SE

Produção de Mamão papaia e formosa está em queda

Clima e doenças provocaram redução nas áreas de cultivo da fruta

Neste verão, o mamão papaia registrou queda de oferta e leve redução da demanda, de acordo com levantamento da Conab. Os produtores do mamão formosa também apontam queda de oferta, embora menor que a do papaia, por possuírem frutas de melhor qualidade.

De acordo com o Cepea, as expectativas para 2018 para a cultura do mamão são de novas reduções na área plantada com a fruta nas principais regiões produtoras do país. Em 2017, a área cultivada á havia diminuído quase 10%, encerrando o ano com apenas 12.470 hectares plantados. O recuo tem ocorrido ano a ano, influenciado principalmente pela crise hídrica no semiárido brasileiro, onde está localizada a maior parte da mamocultura nacional.

No ano passado, o regime de chuvas foi mais regular, mas ainda abaixo da média, não revertendo os problemas hídricos e desestimulando o plantio.  Além desses fatores, a presença de viroses nos pomares, como meleira e mosaico, também dificultou a manutenção da cultura em 2017.

Por conta destes fatores, a tendência apontada pela Conab para os próximos meses é de aumento dos preços das variedades de mamão papaia e formosa, e elevação da rentabilidade ao produtor para as duas variedades.

Para as indústrias de processamento que precisam da fruta, uma alternativa para obter melhores preços é buscar a comercialização direta com os produtores rurais. Pelo site da CBC Agronegócios, é possível acessar produtores de todo o país e negociar as ofertas de compra de forma direta,  eliminando os custos de intermediários.