× ENTRAR CADASTRE-SE

Conheça 3 mercados exóticos viáveis para pequenos produtores

O mercado de carnes exóticas é um nicho em crescimento. As carnes inusitadas vêm despertando o interesse do público em restaurantes de alta gastronomia e a criação é uma opção de negócios viável para pequenos produtores.

Cunicultura

A criação de coelhos tem baixo custo de implantação e se integra bem no mix de produção familiar, já que usa vegetais para completar a alimentação dos animais, que é à base de ração. O coelhário pode ser montado em sítios, chácaras, áreas suburbanas e quintais com área ociosa. O investimento mínimo para iniciar a criação é de 10 a 50 matrizes.

Geralmente, os animais estão prontos para a venda a partir dos quatro meses. A média do preço por quilo do coelho ainda vivo é de R$ 8. Os principais abatedouros ficam em Brasília, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Ainda há mercado para a pele e para produção de animais de laboratório.

 Faisão

Conhecidos como carne de caça, com paladar diferenciado e valor mais elevado, a carne de faisão é um produto nobre. Além da carne, as plumas, os ovos e até o esterco (utilizado como fertilizante) são potenciais geradores de renda. A estrutura para a criação de faisão é adaptável para áreas pequenas como viveiros em sítios. As instalações que integram a estrutura ideal podem ser feitas de materiais rústicos ou já existentes na propriedade. 

O investimento inicial inclui compra de equipamentos, instalações e aquisição de um macho e duas fêmeas. O custo das matrizes pode chegar a R$ 1.200,00. Faisões machos atingem 1kg aos cinco meses, quando podem ser abatidos. Já as fêmeas são abatidas aos 7 meses, por volta de 950 gramas. Geralmente, o preço da ave fica em torno de R$ 50. Os principais criatórios estão na Região Sul. 

Jacaré

Neste mercado, a oferta dos produtos é bem menor que a demanda, o que significa que o negócio tem grandes chances de ser um bom investimento. A estrutura para iniciar a criação de jacarés é de um tanque central com área seca para os ninhos e uma estufa – que pode ser plástica, como solução inicial de baixo custo.

Na dinâmica da criação, os filhotes ficam de 18 a 24 meses em tanques dentro de estufas e quando atingem o tamanho ideal, de 12 quilos e 1,2 metro, ele é abatido. Os preços variam de R$ 45 (o quilo do corte da carne com osso) a R$ 70 (embalagens com filés com meio quilo). Por se tratar de um animal da fauna brasileira, os criatórios precisam de autorização do Ibama. São Paulo e Mato Grosso possuem os principais abatedouros.

Através da CBC Agronegócios você pode se conectar com milhares de empresas para comprar ou vender seus insumos agrícolas. Basta se cadastrar, colocar sua oferta ou negociar com outras partes. Clique aqui para se cadastrar

Já é cadastrado, crie seu hábito produtivo. Insira indicações e acompanhe mercado.