× ENTRAR CADASTRE-SE
banner blog sr antonio

Como a tecnologia mudou a vida do Sr. Antônio

No interior de São Paulo há um pequeno produtor de milho. Como muitos outros que vivem da terra, este tem muito trabalho na lida da produção diária. Seu nome é Antônio, mais um produtor que não tira da cabeça que pode comprometer sua próxima safra e perder dinheiro se não vender bem o que tem hoje. Sr. Antônio quer melhorar cada vez mais sua produção, quer lucro e bem-estar para sua família. Mas para isso ele precisa vender bem.

Em sua rotina, Sr. Antônio acompanha – no máximo que pode – o preço do milho. Para isso, o WhatsApp tem se mostrado um grande parceiro, através dos informativos diários que chega no bolso quando está no campo. Quando está em casa, se informa do preço assistindo aqueles canais Agro na televisão e, em certas horas, acessando sites de notícias do setor. Mas tem uma coisa que sempre incomoda o Sr. Antônio. Para ele, esses preços no “zap”, nos sites e na TV, sempre representam o PASSADO (ou seja, o valor que foi comercializado o milho em determinadas regiões nos últimos dias). E, como sempre diz à sua esposa, “pra quê viver de passado se estamos vivendo no agora?”.

Certas horas, vem um ou outro falar a Sr. Antônio sobre o tal do Mercado Futuro e coisas distantes e comumente mal compreendidas como as cotações de Mercado Financeiro. Não que ele não saiba o que é isso, muito pelo contrário, pois sua experiência lhe ensinou a estar de olho em tudo e saber de tudo um pouco. O que ele sempre diz é que “esse preço é Futuro, e o futuro não nos pertence”. Bobo ele não é. Está ligado e sabe bem como o mercado anda, pois sempre tenta se manter informado. A questão é que esses preços FUTUROS oscilam e refletem a expectativa do mercado: o tamanho da safra, a demanda e usos para o milho e, o que mais irrita o Sr. Antônio, as políticas de governo.

E por falar em governo, é sabido que existem as tentativas de regularização de preço, aqueles leilões nos quais o Sr. Antônio e outros produtores tentam vender por meio dos agentes credenciados em suas tentativas de garantir o preço mínimo viável para seu produto. E é triste ter que vender seu produto no limite de custos para não ter prejuízos, não é? Nos leilões, o governo precisa ser eficiente, e algumas limitações atrapalham bastante. Muitas vezes há demora em agir e, dessa forma, não é possível contar com alguma ação favorável.

Comercializar é dia-a-dia, é o PRESENTE. É no “Agora” que nossas vidas constantemente acontecem. Para o Sr. Antônio importante mesmo é saber quem está comprando e quanto está pagando agora, qual sua disposição real de comprar milho. Ele, como todos os produtores, quer ter acesso ao mercado e, apesar de dois corretores locais que sempre ligam para ele levando algumas opções, pensa que ainda está muito dependente de poucos. E a cooperativa? Também é uma opção, aliás, das boas. Porém, empreendedor como é, Sr. Antônio quer mais mercado. O Agro, que representa 1/3 do PIB brasileiro, tem muita gente para negociar, muita opção de preço melhor.

Como conseguir mais acesso a informações de mercado, então?

O MERCADO significa apenas que há mais pessoas como o Sr. Antônio no mundo. Há, além dos que vendem, os que compram. E como ter acesso a essas pessoas? É aí que entra a CBC Agronegócios, um site que permite ao a essas pessoas se conectarem independentemente de fronteiras.

E dentre todos os desafios na vida do Sr. Antônio, comercializar pode ficar mais simples, bastava encontrar a ferramenta correta. Essa ferramenta é o site da CBC Agronegócios, onde há PREÇOS REAIS e compradores e vendedores com DEMANDAS REAIS. É gente que quer comprar o milho do Sr. Antônio e que está disposta a negociar. E quanto mais gente, melhor.

O Brasil é um país próspero e, para o produtor rural, é importante ter uma visão ampla e simplificada do mercado, o que está acontecendo naquele momento, como preços, tamanho de lotes, regiões vendendo etc. E para o Sr. Antônio, que acabou de ser apresentado à essa possibilidade de comercializar online seu milho, a boa notícia é que a CBC Agronegócios é uma plataforma de negócios na internet, não uma corretora, portanto não há custo de cadastro e nem comissão. E as possibilidades lhe são apresentadas a partir do primeiro minuto de uso, ficando ele livre para testar gratuitamente por 30 dias sem risco de ser cobrado.

Para produtores como o Sr. Antônio, o fundamental é REDUZIR OS CUSTOS. É vender bem para garantir a sustentabilidade do negócio. É ter facilidade e visão de mercado para poder otimizar tempo e dedicá-lo ao que mais é importante: aquilo e aqueles que ama. Sr. Antônio é um personagem comum no Brasil, escolhido aqui para ilustrar a vida de muitos outros produtores de nosso país, seja de milho ou qualquer outro cultivo. Sendo assim, se você é produtor rural, tem o nosso agradecimento, pois sabemos da importância que os produtores têm para o Brasil. Saiba que, seja milho, soja, feijão ou qualquer produto que tiver que comercializar, você pode utilizar a CBC Agronegócios e – apesar de não sermos corretores – somos especializados e experientes em Agro para te ajudar a desenvolver melhor suas vendas.

Fica aqui nosso convite para você também fazer parte do maior site de comercialização do Agronegócio. Clique aqui para se cadastrar gratuitamente!

Se você não é produtor rural, mas conhece um e quer ajuda-lo a comercializar melhor, seria de grande valor para nós que você o indicasse este texto. O Brasil precisa crescer, e só crescemos juntos.

Já é cadastrado, crie seu hábito produtivo. Insira indicações e acompanhe mercado.