× ENTRAR CADASTRE-SE
banner expo gaucha

Agronegócio Gaúcho tem queda de 6,4% nas exportações de Fevereiro

 

Totalizando um montante de US$500 milhões comercializados no último mês de fevereiro, o agronegócio gaúcho obteve uma queda mais de 5% nas exportações, se comparado ao mesmo período do ano passado.

Dessa maneira, mesmo com os aumentos nas exportações de alguns produtos como a soja (8,6%), carnes (24,6%) e cereais (48,6%) não foi possível reverter o cenário final devido as quedas em outros produtos como o fumo (-36%), produtos florestais (-29,4%) e outros (-16,3%).

Todavia, o resultado não inibiu o agronegócio como o principal comercializador externo do estado. Segundo a Farsul (Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul), o agronegócio ainda foi responsável por 64% das exportações realizadas no estado.

Analisando os dados somente de janeiro e fevereiro desse ano, o resultado também não nada animador, apresentando quedas de quase 28% nos preços e de mais de 42% no volume de vendas, o que significa que não somente os gaúchos, mas todo o agronegócio brasileiro perdeu cerca de US$211 milhões.

Mas, mesmo com o cenário nada agradável do mês de fevereiro, as exportações gaúchas ainda continuam em alta, comparando o acumulado de 2017 com o do ano anterior, obtendo um aumento nas exportações de cerca de 15%.

Este resultado vem do aumento de exportação da soja (105%), cereais (32%) e carnes (30%), que trouxe para o agronegócio brasileira uma cifra que ultrapassa com facilidade os US$256 milhões.

Sendo assim, o ano continua bom para o agronegócio do sul do mundo, mas é preciso melhorar para manter os números sempre positivos.

E é justamente para facilitar a compra e venda de commodities e insumos agrícolas, tanto no Rio Grande do Sul, quanto no resto do Brasil (e do mundo), que a CBC disponibilizou uma plataforma de comercialização online.

Nessa plataforma, produtores, traders, cooperativas e indústrias podem negociar através de ações Bid&Ask, utilizando exclusivas salas de negociação online, 100% seguras!

Para saber mais sobre a plataforma da CBC, clique aqui.