× ENTRAR CADASTRE-SE

Por Evelyn Gomes

O uso de defensivos agrícolas ou agrotóxicos, nome pelo qual esses produtos são popularmente conhecidos, é sempre um tema considerado polêmico e no post de hoje vamos tentar desmistificar e te explicar o porquê de eles serem tão essenciais para a produção agrícola assim como o uso dos fertilizantes. Mas, afinal o que são os defensivos agrícolas?

Eles são produtos químicos, físicos ou biológicos usados no controle de pragas. Pragas essas que podem ser prejudiciais a plantação de culturas, criações agropecuárias e consequentemente ao ser humano. Além de agrotóxico, esses itens também são chamados de pesticidas, praguicidas e/ou produtos fitossanitários.

Ao contrário do que se é divulgado em diversas mídias, os defensivos agrícolas não tem as funções de alterar as características do produto cultivado, nem o seu tamanho e muito menos o seu sabor e se utilizados de acordo com as recomendações descritas no manual de boas práticas do Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), com as instruções de uso da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e do fornecedor não há motivos para preocupações porque uma das principais funções dele é ser um agente de proteção da lavoura garantindo a produtividade.

E nós sabemos como é difícil a tarefa de manter os níveis de produtividade tendo em conta a variedade de solos, climas e seus fenômenos climáticos dos quais não podemos controlar. E o problema aqui não é apenas a geração de receita e seus respectivos lucros, é também a demanda crescente de alimentos que precisa ser suprida com qualidade. E como já vimos por aqui, essas peculiaridades impactam no tipo de cultura e eles por consequência são atingidos por pragas diferentes.

Por isso, existem diversos tipos de defensivos agrícolas que atenderão o foco de cada necessidade e podem ser divididos em:

  • Fungicidas: atuam na prevenção, controle e cura da ação de fungos;
  • Inseticidas: Previnem e controlam a ação de insetos pragas;
  • Herbicida: agem no controle de plantas daninhas além de auxiliar a formação de palhada e a dessecação de culturas;
  • Bactericida: substância antibacteriana cuja função é matar bactérias que podem impedir que microrganismos de realizarem suas atividades vitais básicas;
  • Acaricidas: substâncias utilizadas para combater ácaros que se alimentam de plantas;

Antes de usar produtos como esses é importante estar atento às regulações previstas na lei 7.802/1989 e as respectivas fiscalizações além de se assegurar que os defensivos usados estão obrigatoriamente registrados no órgão federal competente conforme o decreto nº 4.074/2002. Outro item que exige atenção por parte do produtor é o nível de toxicidade cuja classificação foi criada pela ANVISA como mostra a imagem abaixo:

Fonte: Senar SC

E como aplicar defensivos agrícolas? A aplicação acontece por meio de pulverizadores, equipamentos feitos para distribuir corretamente esses produtos (geralmente diluídos em água) em pequenas partículas, e não apenas eles, com esse tipo de equipamento é possível ainda disseminar fertilizantes e reguladores de crescimento. A utilização desses pulverizadores pode ser realizada via terrestre ou aérea.

Muitos produtores não utilizam a pulverização aérea por acreditarem que são necessários altos investimentos para isso, ou então, é um processo que contém bastante risco envolvido com acidentes, mapeamentos falhos, distribuição de produto além do indicado, desperdício de defensivos agrícolas. E, junto com o nosso novo parceiro Perfect Flight vamos desmistificar isso.

A pulverização aérea pode ser realizada através de drones para áreas de difícil acesso e que exigem extrema precisão, por helicóptero que garante uma proximidade maior com a cultura e por aviões agrícolas que proporcionam maior agilidade para grandes áreas de cultivo. Com o sistema de gestão de dados da Perfect Flight para essas aeronaves, os receios dos produtores e demais agentes da cadeia produtiva podem ficar para trás.

Com mais de 26 milhões de hectares processados, 8 milhões de hectares em área digitalizada e capacidade de processamento de 100 ha/s, eles têm experiência de sobra e são pioneiros nessa plataforma que:

“A plataforma da Perfect Flight gera relatórios instantâneos de análises das pulverizações através dos LOGs das aeronaves, sem a necessidade de instalar nenhum hardware ou software. O relatório de performance contém índices com respaldo agronômico, de fácil visualização, para uma rápida análise de desempenho. Além disso, somos a única plataforma a fazer processamento automático de bordaduras e aplicações parciais. A Perfect Flight centraliza a análise de todos os DGPS do mercado.”

Nós da CBC, queremos saber a opinião de vocês sobre o uso de defensivos agrícolas e sobre a nossa nova parceria, gostaram?