× ENTRAR CADASTRE-SE

Por Evelyn Gomes

Hoje é quinta-feira, e vocês já sabem que é dia de conteúdo especial, #AgroPorEstado volta para a região sudeste do país depois de visitarmos Mato Grosso; Paraná; Bahia, São Paulo; Pará e Mato Grosso do Sul. Dessa vez vamos falar sobre Minas Gerais, estado que tem a produção agrícola mais diversificada do país, é o que revela a Pesquisa Agrícola Municipal (PAM), o território mineiro produz 50 dos 63 produtos incluídos no estudo que apesar de setores como pecuária, silvicultura e extração vegetal presentes.

O agronegócio representa 33,54% do Produto Interno Bruto de Minas Gerais, isso é, a geração de riquezas do estado, e no âmbito nacional os mineiros do agro contribuem com a fatia de 13,59% do PIB brasileiro. O setor foi responsável por mais de 2,4 milhões de postos de trabalho ocupados o que é equivalente a 25,9% do total da mão de obra na região, é o que aponta o relatório do Centro de Inteligência em Gestão e Mercados (CIM).

O agro rendeu um faturamento equivalente a R$ 120 bilhões, isso porque o mercado indicou uma retração de 1,4% entre anos anteriores e 2021 por conta de fatores relacionados ao clima como secas e geadas. E, para enfatizar essa grandeza do agronegócio mineiro podemos listar as oito cidades que aparecem na lista dos 100 municípios mais ricos do setor de acordo com o levantamento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), são eles: Unaí, Uberaba, Paracatu, Perdizes, Patrocínio, Rio Paranaíba, Sacramento, Buritis e Coromandel que juntos produziram uma cifra superior a R$ 9 bilhões de reais em 2020.

Minas Gerais conta com mais de 600 mil propriedades rurais cujas culturas que mais se destacam são a do café com mais de 23 milhões de sacas por ano e o leite que junto a seus derivados acumulando 26% da produção do país nesses itens que correspondem a 10 bilhões de litros anuais. No entanto, há outros tipos de cultivo como fruticultura, açúcar e as indústrias de produtos de base florestal e agroenergia que completam a gama produtiva estadual. Toda essa diversificação acontece por conta do clima favorável, oferta de recursos hídricos em abundância e facilidade no escoamento da produção além dos crescentes investimentos em tecnologia por parte dos produtores.

Uma das regiões de maior destaque no estado é a Zona da Mata Mineira formada por 142 cidades e suas mais de 86 mil propriedades rurais são de agricultura familiar, inclusive há um projeto de lei na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (nº 4.029/17) em que transforma essa região em Polo Agroecológico e de Produção Orgânica que quando aprovado será de suma importância para esses pequenos produtores que poderão ser beneficiados com incentivos fiscais pelo não uso de agrotóxicos e pelo cumprimento de boas práticas ambientais.

Aliais, esse é um ponto de destaque para o agronegócio mineiro que além do reconhecimento e qualidade já conhecida nacionalmente vê seus produtos serem exportados para mais de 176 países tendo como maiores compradores China, Estados Unidos, Alemanha e Japão cujos valores somam mais de US$ 9,51 bilhões de janeiro a novembro de 2021 com expectativas de superar recordes para esse ano de 2022.

Já negociam com produtores de Minas Gerais? Gostaram de saber um pouco mais sobre o estado?