× ENTRAR CADASTRE-SE
Imagem de colheita de soja


5 dicas para comercializar no Agronegócio

Só quem atua no setor de agronegócios sabe como a rotina de negociação é determinante para garantir o sucesso, ou completo insucesso, de uma operação.

Afinal de contas, diferentemente de outras áreas, o agronegócio é muito dinâmico e as negociações, se não forem bem-feitas, podem comprometer todo o lucro de uma empresa, a renda de um produtor e, até mesmo, a carreira dos executivos de tradings que compram e vendem.

Pensando nisso, nós da CBC decidimos criar este artigo com as 05 dicas para você efetuar melhores negociações no mercado Agro.

Mas, antes de seguir em frente, tecle CTRL + D para adicionar este conteúdo aos favoritos do seu navegador, dessa maneira, você pode voltar a acessá-lo rapidamente, tornando-o um checklist para a hora de negociar no mercado de agronegócios.

1) Organize seu investimento

Antes mesmo de entrar em uma negociação é fundamental que você organize o seu investimento, dividindo-o da seguinte maneira:

  • Valor da aquisição do produto (com todos os gastos referentes ao processo);
  • Valor do frete do produto (com todos os gastos referentes ao processo);
  • Valor de segurança (este valor servira para eventuais problemas que possam surgir no decorrer do processo).

Dividindo o montante do seu investimento nestas 03 categorias, você passará a ter total controle sabre quanto poderá gastar em cada área de negociação.

2) O menos que custa mais

Muitas vezes, na hora de fechar uma negociação de compra, o executivo de compras ou produtor, acaba se deixando levar única e exclusivamente o preço do produto ou do frete, deixando de lado alguns fatores cruciais para o sucesso da negociação.

Alguns destes fatores são:

  • Qualidade do produto;
  • Logística;
  • Credibilidade do vendedor/ liquidez.

Então, quando abrimos mão de analisar estes fatores, podemos estar comprando um produto que pode até ser barato no seu preço por tonelada, mas sairá bem mais caro se levado em conta todos os fatores listados acima.

Pars isso, durante uma negociação, procure sempre perguntar destes fatores, como funcionam, quais as condições e etc. Procure saber tudo sabre os 3 pontos mencionados acima, dessa maneira você saberá o preço real do seu produto.

3) Aproveite as oscilações

O melhor momento para efetuar a compra/venda de commodities, sem dúvida alguma, e durante as oscilações de preços. Sejam elas para menos ou para mais respectivamente.

Quando ocorrem estas oscilações, preferencialmente no mesmo dia/semana, o mercado costuma ficar bastante atento as oportunidades, o que pode favorecer a quem tem acesso ao mercado interno e externo, coma a CBC oferece em sua plataforma.

Por exemplo, no mercado de feijão, isso acontece porque, a oscilações no preço da commodity no Paraná, só será sentida em São Paulo alguns dias depois, portanto, a melhor hora para efetuar a compra do grão em São Paulo é quando essa informação ainda não chegou ate lá.

A maioria dos executivos do agronegócio procuram sempre se manterem informados dos preços em todo o país a todo momento. Mas, observe que nós dissemos “a maioria” e não “todos”.

Sendo assim, em um momento de oscilações, é hora de procurar pelos ‘desinformados’ que não fizeram a lição de casa e conseguir uma boa oferta/ demanda.

Entretanto, para funcionar você precisa ser rápido e conseguir informações de, praticamente, todo o mercado. Assim, você conseguirá estar um passo a frente, sempre. Basicamente, e coma se você conseguisse se antecipar a uma oscilação.

Para tanto, a plataforma de compra e venda de commodities da CBC será extremamente útil e funcional, já que com ela você terá informações em tempo real das ofertas e demandas do mercado ‘spot’ e futuro, além de poder fechar o negócio ali mesmo, com a agilidade, transparência e dinamismo exigidos pelo agronegócio.

4) Estude o produto

Você está querendo comprar milho, por exemplo, mas notou que nos últimos meses o valor só vem aumentando. Então, o ideal é comprar o quanto antes para evitar que o preço seja ainda mais alto no futuro, certo?

Nem sempre! O mercado de commodities é muito dinâmico e depende de uma série de fatores que agem diretamente na flutuação o do preço.

Normalmente tendemos a pensar que o preço de determinado produto obrigatoriamente será maior no futuro. Mas isso não é regra e inúmeros fatores internos e externos, que impactam nos preços podem mudar o cenário.

Dessa maneira, mesmo que determinada commodity esteja subindo seu preço dia-após-dia, isso não significa que amanha ela manterá esse mesmo fluxo.
Claro que o mais provável é que ela mantenha a mesma métrica, mas vários casos passados nos mostram que, de um mês para o outro, esse preço pode sofrer uma queda, devido a um investimento do governo, uma mudança climática e outros milhares de eventos possíveis, como o cenário mundial, por exemplo.

Sendo assim, na hora de pesquisar o preço do produto que deseja efetuar a compra, primeiramente, você deve estudar o histórico daquele produto e, claro, entender o preço do mesmo.

Descobrindo o porque da alta e estando antenado ao mercado, diariamente, será muito mais fácil prever quando o mesmo produto deve voltar a baixar. Essa simples atividade pode ser o diferencial entre uma operação de sucesso e uma derrota na negociata.

E, falando em pesquisa de mercado, nossa próxima dica e justamente sabre isso:

5) Pesquise o mercado

Essa dica é válida para todos os nichos do mercado. Entretanto, para o agronegócio, ela é cada vez mais atual e importante.

Para isso, antes de fechar qualquer negociação, você deve pesquisar o mercado, sem preguiça. Faça ligações, visitas, consultorias e tudo mais o que for preciso para saber, exatamente, quanta está custando cada produto em cada região.

Dessa maneira, é possível maximizar suas chances de fechar um melhor negócio. Afinal de contas, você só saberá que fechou um bom negócio se tiver acesso ao maior número possível de ofertas.

Pois, você pode ter sempre comprado o produto a um determinado preço a vida toda, enquanto havia outro bem inferior, há poucos quilômetros de você e você desconhecia!

Claro que essa atividade de pesquisa de mercado, principalmente no ramo do agronegócio, não é nada fácil. Afinal de contas, são muitas empresas, muitos produtos e – acima de tudo – muito chão para cobrir em uma pesquisa de nível nacional ou internacional.

E é aí que a CBC entra, pois nós criamos uma plataforma de negociação para o agronegócio, com ela você poderá formar seu mercado. Basta você se cadastrar na plataforma, de modo gratuito, e inserir uma indicação de compra ou de venda do seu produto de interesse. Você receberá contraindicações de modo simples, instantâneo e sem o incômodo de telefones ou abordagens não profissionais. Com base nessa visão multilateral de mercado, poderá formar melhor sua noção de preço e todos os demais aspectos que envolvem a negociação: forma de pagamento, logística de entrega, especificação do produto etc.

Além disso, pela CBC, você pode também ver a indicação de outros players de mercado e interagir com eles, de modo a ter a melhor visão do seu mercado.

Assim, é muito fácil você saber quando, como e onde fechar o melhor negócio para o seu empreendimento.

Ficou interessado na plataforma da CBC? Cadastre-se! Quer mais informações de como funciona? Conheça mais sobre a CBC.